Em Lughnassadh

Tradução por Leonni Moura

(Nota, este estava originalmente incluído como preâmbulo do ritual de Lughnassadh do Stone Creed Grove publicado no Oak Leaves 7.)

Lughnassadh – a noite anterior ao 2 de Agosto ou o ponto entre o Solstício de Verão e o Equinócio de Outono ou a lua cheia de Agosto. O Lughnassadh marca o quarto e último das grandes festas do ano Celta [não é o terceiro?]. Marca o início da época de colheita, o último momento de descanso antes do bálsamo de Verão se transformar no trabalho de outono. Em Erin marca os grandes encontros e feiras do ano, quando cada clã se reunia em paz.

Agricolamente, Lughnassadh é o tempo de maturação de frutas e nozes, quando a terra começa a se der suas recompensas. O trabalho de plantio está finalizado. O grão cresce quase maduro, mas preso ás tempestade e esmagamento do granizo. Com as colheitas na mão do destino, o povo se reunia para facilitar e orar por uma boa colheita. Lughnassadh é traduzido como a “festa de casamento de Lugh”. O jovem herói é casado com a Terra Sagrada para protegê-la dos perigos da tempestade até a colheita.

Os padrões míticos de Lughnassadh centram-se ao redor do jovem deus Lugh, cujo nome se traduz para “luz”. Ele é um exemplo do motivo celta de um filho jovem, nascido magicamente da união entre deuses e Gigantes. Ele foi bem vindo na Sala dos deuses pois ele era o mestre de cada habilidade, e ele é o assassino de Balor, o rei feiticeiro dos Fomors, oponente dos deuses. Ele tinha a Lança da Vitória, que nunca erra o alvo. Lugh é um recém-chegado na família de deuses/as e se tornou campeão dos deuses, substituindo talvez Ogma, e herdeiro aparende de Tanist [Tureann, a ‘versão’ irlandesa de Taranis?] – substituindo Angus Og como um protetor e defensor contra o mal, ele é invocado nessa estação para proteger as colheitas de tempestades.

O moderno dia sagrado de Lughnassadh é talvez o mais agrícola das quatro festas Celtas. É celebrado as Primeiras Colheitas, e oferendas são feitas para proteger as plantações. É um tempo para casamentos e contratos, como o deus da Luz está casado com a deusa da Terra. Pães são abençoados e oferecidos, junto com cerveja, e o símbolo da Lança da Vitória é honrado.

Author Information

Rev. Jeffrey Wyndham (Ian Corrigan)

Author's Bio:

About the Author - Ian Corrigan is a past ADF Archdruid as well as recipient of the Distinguished Service award for his time as Bard Laureate. He is deeply involved in developing and implementing a modern Druidic occultism, creating rites and training to enhance our growing spiritual work. His druid books are available at Lulu.com

Articles by Rev. Jeffrey Wyndham (Ian Corrigan)

2017 Ár nDraíocht Féin: A Druid Fellowship, Inc.

Please consider Donating to ADF

Technical Difficulties? Email adf-webmasterat_signadf.org